Select your location
Internacional - Inglés

Como se preparar para uma remodelação

Top Trends

O verão é uma boa época para renovar sua casa e começar aquela reforma que está em sua mente há tanto tempo. Modernizar sua cozinha, transformar seu banheiro ou trocar os pisos são algumas reformas que causam um grande impacto e mudam a aparência da sua casa. Mas a empreitada envolve esforços extras neste período: a necessidade de coordenar uma equipe variada (pedreiros, eletricistas, marmoristas, etc.) e o risco de superar seu orçamento. No publicação de hoje, daremos sete dicas de como realizar sua reforma até o final e garantir um grande sucesso, independentemente do tamanho da empreitada. Leia com atenção porque você precisará delas.

1. Planeje sua reforma com tempo

Reformar sua casa é um projeto importante que exige planejamento para evitar surpresas e contratempos. A época entre a primavera e o outono é ideal para trabalhos de construção, por não ser muito frio ou quente e alguns trabalhos levarem menos tempo para secar.

 

Mas pense também em sua agenda, no tempo que você poderá se dedicar a ela e a época em que ela menos atrapalhará o seu cotidiano familiar. Se você confia em alguém, talvez possa deixar suas chaves com ela no período, para que os trabalhos mais sujos sejam feitos enquanto você estiver longe.

2. Decida quem será responsável pelo projeto em casa

Em todas as famílias, há sempre alguém que toma a dianteira em relação a reformas e melhorias na casa. Ela pode ser a pessoa que mais gosta disso, a que melhor compreende o assunto ou mesmo a que controla o orçamento. Seja ele ou ela, o principal é manter uma visão comum sobre o objetivo e o resultado esperado. Muitos problemas decorrem da divergência de interpretações sobre o que queremos realizar e, quando o trabalho termina, são difíceis de serem resolvidos.

 

Para visualizar o resultado final, você pode trabalhar com um plano detalhado, ilustrações ou ferramentas de computação gráfica, mood boards com elementos e texturas e, até mesmo, fotos inspiradoras no Pinterest. Todas estas ferramentas são valiosas para atingir um consenso sobre o que esperar da reforma.

3. Decida sobre morar na casa durante o processo da reforma

Outro aspecto a negociar com a família é se vocês estão dispostos a morar na casa enquanto o trabalho acontece. Se for uma reforma pequena que acabará em quinze dias, pode ser que vocês suportem viver na parte da casa menos afetada no período. Mas se a reforma durar meses, ela pode virar um verdadeiro pesadelo. Também é difícil morar em uma casa durante reformas se o piso inteiro da casa está sendo trocado ou se a cozinha será reconstruída…

 

Reflita se é melhor se mudar para a casa de um familiar ou alugar um apartamento por alguns meses. É preciso incluir o custo da acomodação ao criar o orçamento da reforma. Peça a inclusão de uma penalidade no orçamento se a reforma superar uma margem razoável.

4. Recrute um profissional

Neste ponto do artigo, você já deve ter percebido o que vem por aí. E, a menos que seja arquiteto, engenheiro civil ou adore encarar desafios imensos, a opção mais inteligente é deixar um profissional tomar conta.

 

Nosso conselho é não economizar com a administração da sua reforma. Essa é uma função muito importante, então para que a reforma seja realizada com pontualidade e da maneira correta, um profissional precisa assumi-la. Não assuma essa tarefa só para economizar. A administração do projeto provavelmente é o dinheiro melhor gasto ao realizar uma reforma.

5. Escolha acabamentos e a qualidade com tempo

Quando você encomendar o que precisa e avaliar os orçamentos de vários profissionais, pode começar a observar os toques de acabamento e a qualidade. Este processo acompanha a procura por fotos inspiradoras no Pinterest e chegar ao consenso em relação ao resultado final da reforma. Você pode começar sozinho e depois continuar com seu profissional escolhido, após tomar a decisão.

Você adiantará o processo e o arquiteto ou empreiteiro no serviço agradecerão por fornecer ideias tão claras. Você também saberá mais sobre preços e a resistência de pisos de madeira, bancadas, telas… e poderá decidir a qual parte do orçamento deseja alocar mais recursos.

 

Muitas marcas oferecem expositores ótimos onde você pode passar a manhã de sábado. Lá, você poderá visualizar, tocar e sentir materiais em grandes formatos e muito mais. Eles também oferecem ferramentas 3D para simular a aparência da sua cozinha, banheiro ou fachada da casa. É por isso que mencionamos sobre chegar ao consenso sobre o resultado final que você busca em sua reforma.
Nós adoramos a Cosentino City em Madri por ela ser espaçosa, você receber tratamento sofisticado e ser bem no centro da cidade. Além disso, se tiver sorte, poderá participar de um evento incrível com pessoas do setor, aprendendo muito e apreciando coquetéis.

 

A Cosentino possui expositores como este de Madri espalhados por todo o mundo. Então procure o mais próximo de você, se não estiver na Espanha.

6. Peça uma avaliação detalhada do tempo e dinheiro.

A escolha do profissional que realizará a reforma implica na aceitação de um orçamento. Peça um detalhamento das diferentes funções ou trabalhadores que participarão da reforma, quanto tempo cada função demorará e a ordem de realização das mesmas, e o valor correspondente ao trabalho e ao material. Lembre-se de incluir a administração do projeto e a possível penalidade em caso de atrasos que ultrapassem o razoável.

 

O orçamento também incluirá condições de pagamento. Provavelmente, você precisará pagar uma porcentagem no início, para a compra de materiais. Divida os pagamentos em três ou quatro partes, sempre deixando uma margem entre 10% e 20% para a entrega ou aprovação de acabamentos.
A estimativa também ajudará você a buscar um financiamento bancário para realizar a reforma. Por isso, é importante que seja completo e realista em relação à empreitada e à sua capacidade de realizar os pagamentos.

 

E peça um recibo a cada pagamento que fizer! Essa será sua melhor comprovação no caso de reclamações no momento ou posteriores, caso as coisas não fiquem do jeito que você esperava.

7. Não desista no final: as últimas etapas são muito importantes

Então você aguentou a reforma inteira e está muito feliz com o resultado… mas provavelmente está exausto. Você não quer nem pensar em acabamentos, interruptores, torneiras ou azulejos por um bom tempo.

 

Mas não desista ainda! As últimas etapas são muito importantes e o que você não resolver agora acabará deixando você maluco depois. Você avistará essas imperfeições todos os dias e sempre se lembrará de não ter resolvido elas no momento certo.

Guarde um pouco de energia para a etapa de toques finais e seja exigente com o arquiteto ou empreiteiro. E, é claro, guarde o último pagamento até tudo estar perfeito.

 

Você chegou até aqui; agora, é hora de tirar férias! Quando você voltar para sua casa recém-reformada, você verá os resultados com novos olhos e compreenderá que todo o esforço valeu a pena.

Previous article
Profissionais apostam na beleza das pedras naturais em espaços da CASACOR SP