Select your location
Internacional - Inglés

Grupo Cosentino apresenta plano de investimentos para consolidar a liderança e continuar a crescer

Notícias

O Grupo Cosentino apresentou o seu plano estratégico de negócio para os próximos quatro anos com o objetivo de consolidar a sua posição de liderança mundial no fabrico e distribuição de superfícies inovadoras para a decoração e arquitetura. Neste plano, destaque para a ampliação das instalações produtivas da Cosentino, radicadas no seu Parque Industrial de Cantoria (Almeria), assim como no crescimento futuro do seu produto Dekton, que representa atualmente 5% do volume total de vendas consolidadas, e que passará a representar mais de 20% em 2019.

O investimento total previsto para o período entre 2016-2019 alcança os 380 milhões de euros, dos quais 77% (294 milhões) serão destinados a investimentos na produção e os restantes 23% (86 milhões de euros) a investimentos de índole comercial. A maior parte do investimento está dedicado à aquisição de novos ativos com o objetivo de fazer crescer o volume de negócios nos próximos anos, que se espera de crescimento significativo em 2017.

Desta forma, o Grupo Cosentino faz uma forte aposta económica na ampliação da sua capacidade industrial localizada em Espanha, e que aumentará não só a produção de Dekton, como também continuar a desenvolver tecnologicamente a superfície Silestone, que com novos designs e acabamentos continuará a diferenciar-se de todos os seus concorrentes.

O Parque Industrial albergará também a ampliação e melhoramento do Centro Logístico, um dos mais modernos da Europa, com tecnologia de ponta para a otimização do armazenamento e expedição de materiais, e contará com novas instalações para laboratórios de I D, plantas de produção piloto e zonas de exposição e provas. Destaque também para a melhoria das instalações de gestão e valorização de resíduos procedentes das plantas de produção, fruto das profundas preocupações da empresa para com o meio ambiente.

Em relação às estruturas comerciais, o objetivo passa por reforçar a presença própria da Cosentino nos países de maior potencial, através do seu modelo de distribuição baseado essencialmente nos “Cosentino Center” e “City Center”. Com um total de 121 unidades de negócio próprias repartidas por todo o mundo até ao final de 2015, a previsão para os próximos quatro anos é chegar até às 174 unidades deste tipo.

Por último, este plano de investimentos virá acompanhado da criação de mais de 1.300 novos empregos diretos e indiretos a nível global. Destes 1.300, 820 serão em Espanha. Em 2016, a previsão é a criação de 364 postos de trabalho, alcançando um total de 3.750 trabalhadores em todo o grupo.

O valor final de faturação consolidada foi de 730 milhões de euros, o que supõe um aumento de 30% respetivos a 2014. Por outro lado, o EBITDA alcançou os 95,6 milhões de euros.

90% do valor total de vendas corresponde ao mercado internacional, nos mais de 100 países onde a empresa opera. América no Norte (EUA e Canadá) continuam a ser a região principal para o Grupo Cosentino representando 55% do total de vendas, seguidos pela Europa (21%), Península Ibérica (Espanha e Portugal) com 12% e América Latina (5%).

Relativamente ao número de funcionários, a Cosentino fechou 2015 com um total de 3.350 trabalhadores em todo o mundo, de 44 nacionalidades diferentes e com uma média de idades na casa dos 38,2 anos. Segundo dados do passado mês de abril, o total de trabalhadores ascende a 3.490. Em 2015 o Grupo Cosentino criou 400 novos postos de trabalho.

BALANÇO 2010 – 2015

Foram hoje dados a conhecer os planos da empresa para os próximos anos, que tendo vindo a investir sucessivamente nos últimos anos, o que permitiu ao Grupo crescer em taxas sustentadas de dois dígitos tanto a nível de vendas como de rentabilidade (EBITDA). Os investimentos realizados pelo Grupo durante o período 2010-2015 alcançaram os 307 milhões de euros. 57% deste valor (176 milhões) foi investido na parte industrial, centrado essencialmente no Parque Industrial de Cantoria, enquanto que os restantes 43% foram investidos em operações comerciais e de outros tipos. 

Os investimentos já efetuados representam um crescimento sustentável durante este período (2010-2015) de 14% na TACC (Taxa Anual de Crescimento Composto) nas Vendas, passando de 378 milhões de Euros em 2010 a 730 milhões de euros em 2015. No que ao EBITDA diz respeito, registou-se um crescimento na TACC de 12% durante o mesmo período, evoluindo de 53 milhões de euros em 2010 a 95.6 milhões em 2015.


Previous article
Grupo Cosentino recebe mais de 130 clientes europeus para o “Europe Gold Summit ´16”