Select your location
Internacional - Inglés

Sugestões e conselhos para manter a sua cozinha limpa e desinfetada

Top Trends

Nos tempos que correm, manter as nossas cozinhas e bancadas limpas e desinfetadas adquiriu especial importância para a nossa saúde. A cozinha possui mais germes do que qualquer outra divisão em sua casa, mais ainda do que a casa de banho, segundo o conhecido microbiólogo Charles Gerba, professor de saúde pública, ciência ambiental e imunologia da Universidade do Arizona. Como tal, limpar a cozinha da forma correta ajuda-nos a evitar infeções e a cuidar da nossa saúde, bem como da saúde de toda a família. Afinal de contas, a cozinha é um espaço utilizado para manusear, preparar e guardar alimentos, mas o calor, vapor e humidade criam as condições perfeitas para o crescimento de bactérias e germes. Então, com que frequência devemos limpar em profundidade a nossa cozinha? e o que devemos limpar todos os dias na cozinha? 

Seguem-se alguns conselhos sobre o que fazer: 

A SUA ROTINA DE LIMPEZA 

Algumas áreas precisam de uma limpeza diária, nomeadamente as tábuas de cortar alimentos (sendo que as melhores são as de plásticos que pode colocar na máquina de lavar louça ou lavar à mão e desinfetar com lixívia), o frigorífico e os esfregões e panos da loiça. 

Uma forma eficaz de limpar o seu frigorífico é com vinagre, um dos antisséticos mais potentes. E para os esfregões e panos da louça, é boa ideia utilizar uma solução com 10% de lixívia e água, deixar atuar durante cinco minutos e deixar secar depois de enxaguar abundantemente, pois a humidade permite a proliferação das bactérias. Como alternativa, se o equipamento permitir, coloque o esfregão ou pano no microondas numa taça com água durante dois a três minutos, em seguida, enxague bem e deixe secar. Também deve substituir os esfregões e panos quando estiverem gastos, o que é aconselhável fazer a cada duas ou três semanas. 

Estes elementos da nossa cozinha precisam de uma limpeza profunda e desinfeção menos frequentes: bancadas, chão, armários (dentro e fora), balde do lixo e eletrodomésticos. Conheça o nosso guia detalhado de como fazer a limpeza. 

BANCADAS IMACULADAS 

Seja qual for o tipo de bancada, estas devem ser limpas de forma rápida diariamente, para remover manchas, migalhas ou outros restos de alimentos. Estas superfícies devem ser completamente desinfetadas todos os dias, utilizando água quente e uma solução com detergente para eliminar germes. Na realidade, durante os períodos de alertas de saúde, como o que vivemos atualmente, há que ter cuidados adicionais e as bancadas e superfícies de trabalho devem ser limpas com mais frequência, após cada utilização (2 a 3 vezes por dia) para garantir a desinfeção completa. Maite Pelayo, microbióloga e porta-voz do departamento técnico do Instituto Silestonerecomenda limpar a superfície com um agente de limpeza ou água e detergente com um pano utilizado exclusivamente para este fim e deixando atuar durante alguns minutos. Não utilize panos que também utiliza para lavar a loiça e, se tiver uma bancada de aço, escolha um produto não abrasivo para não riscar a superfície. Em seguida, limpe e seque utilizando um pano limpo. 

O método para desinfetar bancadas da cozinha fabricadas com as nossas marcas Silestone, Dekton, Sensa ou pedra natural é recomendado para qualquer superfície com a qual esteja em contacto físico. Além de detergente, também pode utilizar um pano humedecido com uma solução de uma porção de lixívia por 100 porções de água, que pode fazer adicionando uma colher de sopa de lixívia a um litro de água. Por fim, pode utilizar álcool de limpeza, tomando as precauções recomendadas e, lembre-se, não misture produtos. 

 

PAVIMENTOS IMPECÁVEIS

 

De uma forma geral, deverá ser suficiente varrer ou aspirar, em seguida, lavar com esfregona o pavimento três a quatro vezes por semana. No entanto, considerando as circunstâncias excecionais que vivemos, o Instituto Silestone recomenda uma limpeza geral da cozinha e do pavimento após cozinhar, ventilando em seguida toda a zona. 

LIMPEZA DOS ARMÁRIOS 

É aconselhável limpar a parte da frente dos armários com água com detergente uma vez por semanaespecialmente os puxadores, onde existe tendência de se acumular a maior parte da sujidade. Em relação ao interior dos armários, devem ser bem limpos uma vez a cada três meses. 

E OS BALDES DO LIXO? 

Estes são utilizados para reciclar o lixo indiferenciado, vidro, papel e embalagens (plástico, latas e embalagens Tetrapack). Antes de começar, coloque luvas para se proteger das bactérias que se acumulam dentro dos caixotes. Idealmente, deverá limpá-los em profundidade uma vez por semana, por dentro e por fora, especialmente nos cantos, se os baldes forem retangulares ou quadrados. Para uma desinfeção adequada, utilize um detergente, bem como vinagre branco. 

NÃO SE ESQUEÇA DOS ELETRODOMÉSTICOS 

Ao limpar a cozinha, o interior o frigorífico deve ser limpo uma vez por semana. Adicione sumo de limão ou outro produto em que confie, tal como, amoníaco, à água de limpeza que utiliza e certifique-se de que limpa também as borrachas de vedação das portas. O exterior precisa de uma limpeza menos frequente, exceto o puxador, que acumula sujidade e deve ser limpo todos os dias. 

É também importante ter em atenção o depósito de água da sua máquina do café, que é uma das cinco áreas com o maior número de germes na cozinha. Elimine-os com uma limpeza semanal e faça o mesmo com todos os outros eletrodomésticos, como a chaleira (jarro elétrico) ou torradeira, mas não o forno, que deve ser limpo após cada utilização. Se achar que é demasiado aborrecido, escolha um forno pirolítico com função de autolimpeza. Estes são mais ecológicos, pois não têm de ser limpos com solventes nem outros poluentes químicos. 

LIMPEZA POUCO FREQUENTE, MAS NECESSÁRIA 

Por fim, limpe duas vezes por ano todas as áreas grandes ocultas ou esquecidas sob os rodapés dos armários ou detrás do frigorífico, por exemplo. Estes espaços acumulam pó e precisam de especial atenção quando realiza uma limpeza aprofundada. Aproveite a oportunidade para limpar e lavar também os azulejos para pavimentos encobertos. 

ALGUMAS SUGESTÕES ADICIONAIS PARA UMA DESINFEÇÃO A FUNDO DA SUA COZINHA 

Não vale a pena limpar a sua cozinha a fundo se começar a tarefa com as mãos sujas. Uma lavagem e enxaguamento rápidos não são suficientes para eliminar todos os vestígios de vírus e bactérias das suas mãos, por isso, demore pelo menos um minuto a lavar as mãos com água quente e sabonete, formando espuma vigorosamente durante pelo menos 20 segundos em todos os dedos, na parte posterior das mãos e pulsos, antes de enxaguar com bastante águaPara secar as mãos, utilize uma toalha limpa ou um lenço de papel descartável. 

 

Além disso, mantenha a segurança cozinhando os alimentos a elevadas temperaturas (pelo menos, 70º) e mantendo-os vedados para evitar a recontaminação. 

Também é essencial lavar os serviços de mesa e talheres, de preferência na máquina de lavar loiça à temperatura mais elevada. Por fim, não se esqueça do ralo do lava-loiças, que deve ser desinfetado uma vez por mês. 

Como sabe, temos de manter as áreas comuns das nossas cozinhas limpas, bem como puxadores de portas e interruptores e, especialmente, o puxador do frigorífico… Porque estas medidas podem ajudar a evitar potenciais infeções, limpar a cozinha adequadamente desempenha um importante papel na proteção da nossa saúde e na saúde dos nossos. 

 


Previous article
Cosentino apresenta “C 16 – Architecture & Everything Else”